Skip to content

Ato Inter-religioso pelo Código Florestal

09/05/2011

CONVITE –
ATO INTER-RELIGIOSO EM AÇÃO CONTRA MUDANÇAS NO CÓDIGO FLORESTAL SOS FLORESTAS NA SUA CIDADE

Mobilização em São Paulo: Ato Inter-religioso
Dia: 11 de maio de 2011.
Local: Catedral da Sé
Horário: 11 horas

Participe dessa ação de defesa das florestas e da qualidade de vida nas cidades!

A coalizão SOS Florestas, formada por ONGs e entidades de todo o país, está coordenando uma mobilização nacional contra a aprovação do Projeto de Lei (PL) 1876/99, que altera o Código Florestal. O relatório, de autoria do Deputado Federal Aldo Rebelo (PCdoB/SP), está sendo discutido em Brasília e enfraquece as leis que protegem as florestas, além de incentivar a ocupação de encostas de morros e margens de rios nas cidades brasileiras, colocando mais gente em áreas de risco.

As mudanças propostas aumentarão o desmatamento, provocando mais emissões de gases que causam as mudanças climáticas e perda de biodiversidade. Na zona urbana, as alterações podem acarretar problemas no abastecimento de água, além de agravar deslizamentos de terra e enchentes.

Junte-se ao Ecologia URbana e ao SOS Florestas para mostrar ao Congresso Nacional que queremos a proteção do meio ambiente e o cumprimento das leis ambientais. Compareça ao Ato Inter-reliigoso numa celebração que vai unir todas as religiões em defesa das florestas e de todos nós!

O Ato ocorre no dia 11 de maio, às 11 horas Fundação SOS Mata Atlântica estaremos na Catedral da Sé em São Paulo.

CONTAMOS COM A SUA PARTICIPAÇÃO!

Vitae Civilis Instituto para o Desenvolvimento, Meio Ambiente e Paz

Fundação SOS Mata Atlântica

SOS FLORESTAS

FRENTE PARLAMENTAR AMBIENTALISTA

Entenda mais e veja como participar desta luta em www.sosflorestas.com.br

manifesto_Cdigo_.doc

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Sandive Santana permalink
    03/06/2011 12:03

    PREZADOS

    Quando tratamos sobre Meio ambiente intercruzando o temas por abordagem inter-religiosa, é com muito esforço que conseguimos identificar um ponto de equilíbrio entre as partes constituites, uma vez que Governo, na expressão do Poder público, é ponto fixo e nada doutrinário: Ajusta-se as realidades de seu tempo, pela inteligência.

    A inter-religiosidade que as vezes é confundida com Ecumenismo, carece de uma representatividade capaz, de com a devida insenção de idéias, quiçá fundamentos, tornar-se porta voz de um ponto concilidor que beneficie á todos com o mínimo de restrição, pois semrpe haverá, até devida a graus de consciência situacionais.

    Neste mister, o ponto de equilibrio deve “cara metade” da Política e nesta área, além pairar a laicidade, e democracia sugere participação em meio ao que uma maioira representativa, condus á dianteira dos fatos e de um história, muitos destinos sem conhcê-los particularmanete..

    Política, Economia, Ciência e Tecnologia, afetam o status Psicossocial de uma nação, em cuja abordagem realizada pela Sra Fátima Damas, da Comissão de Combate á Intolerância Religiosa, quando do evento recente realizado no Planetário da Gávea sobre Semana do Meio Ambiente, comentou com acuidade, a necessidade de entrelaçarmos, Centros de Matrizes Afrodescentes donde leia-se Candomblé e Umbanda, com instituições de Ensino e Pesquisa. Este atyo, que pode parcer inusitado, denuncia visão sobre a necessidade de crescimentos e cultivo da diversidade consideradas novas linhas de pensamentos religiosos.

    Nesta visão requerida á justa participação, a pela fala Fátima Damas com posterior e oportuno endosso, da representante do Baha´i, ficou claro a necessidade sobre a realização de levantamentos de grupos que interligados, podem , de fato atuar nesta representação , e pelo visto, em coligação, pois há historicamente grupos cujo passado na Política, Economia, Ciência e Tecnologia tendenderá a fornecer respostas á humanidade não por trazer conteúdo doutrinário, mas por oferecer no trajeto de sua existência, participações que foram negadas ao Negros, Umbandistas e outros menores, que hoje, consoantes a Democracia vigente, desejam utilizar do direito de dizer “SIM” ou “NÃO”, á poluição do Espaço Cósmico, do Ar atmosférico, de Aqüíferos, do Solo, aos Desmatamentos, a Extinção das espécies não somente animais, e a manutenção da linhas espiritualizantes do homem, com justo “SIM” ou “NÂO”, ao que lhe é oferecido como alimento á noosfera pelo imaginário que ainda não sabe o que faz.

    Sandive Santana/ RJ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: