Skip to content

Lula sujo de sangue do povo brasileiro

16/03/2009

lula-petroleo

Essa foto foi tirada por Ricardo Stuckert e publicada na revista Plurale de Set-Out/08, acompanhada do seguinte texto:

“A primeira extração de óleo da camada conhecida como pré-sal foi motivo de comemoração. O presidente Lula “carimbou” o macacão da ministra-chefe da casa civil, Dilma Roussef, e de outros membros da comitiva. Na solenidade, em Vitória (ES), Lula afirmou que o dinheiro do pré-sal tem dois objetivos principais: acabar com a pobreza no país e resgatar a grande dívida educacional existente no país e que foi, segundo ele, despreszada no passado.”

Difícil pensar que esse primeiro objetivo será atingido por uma empresa (Petrobras) que se diz pública, mas contém maior parte de seus acionistas na bolsa de Nova Iórque.

Difícil também pensar que não haverá conseqüências irreversíveis pelo pré-sal. Estamos garantindo por, pelo menos, 30 anos a dependência do Brasil pelo petróleo. Agora, com toda a crise ambiental (entre elas a climática, mas não a única!) acontecendo, será que temos esses 30 anos para nos planejarmos para um outro modelo? A dependência do petróleo pode ainda continuar, com ou sem o pré-sal, mas a sociedade do petróleo, essa sim pode e deve mudar. O Coletivo Ecologia Urbana buscou combater essa sociedade no Fórum Social Mundial e pretende continuar com essa discussão. Aos interessados, nossas reuniões são abertas, portanto quem quiser participar será muito bemvindo. A próxima reunião será divulgada em breve.

Por JP Amaral

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Jose Baronio permalink
    17/03/2009 10:01

    Concordo com o que vc disse sobre a Petrobrás e também acho que a solução não está no dito ‘ouro negro’.

    Mas uma coisa eu devo salientar, agora do ponto de vida artístico. Essa empresa é hoje uma das maiores apoiadoras da cultura no Brasil. NÃO justifica certos atos, mas é um fato. Se por um lado seu trabalho é prejudicial ao meio ambiente, por outro, beneficia toda a sociedade através de projetos culturais.

    Se eu sacrificaria o apoio cultural em prol do meio ambiente? Claro.

  2. ecourbana permalink*
    17/03/2009 10:15

    Infelizmente ainda resta em quase todo brasileiro uma pontinha de desenvolvimentismo. Sao essas pessoas que tornam dificil a ampliação do debate, pois pensam que combater a sociedade do Petroleo é combater desenvolvimento.
    A PETROBRAS tem sido um ótimo exemplo de que dá pra crescer sem se desenvolver!

  3. ogum777 permalink
    17/03/2009 21:16

    sobre a questão do apoio artístico. adoro jackson pollock. mas vivo sem. sem ar eu não vivo.

  4. Rafa Poço permalink
    18/03/2009 9:44

    Claro que nao se trata de abrir mao da cultura. Alias, é outro erro. Nos acostumamos com o fato da cultura do país ser anêmica e, por isso, a ver empresas apoiando projetos socio culturais pra limpar o proprio nome, como se fosse um favor.
    Nao nos esquecamos que essas empresas se beneficiam – e muuito – das leis de incentivo à cultura!!!!

    O que eu prefiro? Prefiro que eles paguem impostos, sem abatimentos, para que um Governo decente (fisclalizado por nós) invista em cultura!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: