Skip to content

“Ponto de ônibus mistura, né?!”

16/03/2009

Não, nem tente se enganar. O sentido do título é esse mesmo: onde tem ônibus, tem pobre. A afirmação infeliz foi feita por uma trabalhadora do mercado financeiro, e publicada no jornal O Estado de São Paulo, no dia 15 de março de 2009

A matéria tratava dos efeitos da crise nos clubes mais caros da cidade e alguns entrevistados compararam os clubes aos shopping centers. “Só que mais seguro,” disse uma administradora de empresas.

Somente esse comparativo já demonstra a infeliz proximidade entre a sensação de consumir e o lazer, o esporte, e a saúde. Isso explica porque o consumismo incentivado pela publicidade agressiva, e por um modelo que se baseia nas compras, pode ser considerado um vício, uma doença, que gera dependência.

E esse comportamento apenas reforça a lógica do shopping Center, que isola e seleciona os consumidores, de acordo com o “nível.” Foi isso que tentou expressar a autora da frase contida no título, ao dizer:

– E no clube você pode largar as crianças, sabendo que ali as pessoas têm o mesmo nível. Não é a mesma coisa que soltar no shopping. Ali no Eldorado, por exemplo, tem um ponto de ônibus bem do lado, então mistura né?

É… Definitivamente, não é de gente assim, nem com pensamentos assim, que a gente vai melhorar o mundo. Nem o transporte na cidade.

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. ecourbana permalink*
    16/03/2009 13:52

    De Gabriela Alem:

    Ao mesmo tempo que me causa revolta e perplexidade, ao ler a fala dela, acho importante dar atenção ao tipo de comentário e saber compreender (não aceitar!); acredito que esse seja o “pensamento comum” e a lógica que (des)constrói a cidade de SP.
    Valeu destacar a fala dela aqui no blog.

    O texto crítico tem que ir para o Estadão, como resposta à reportagem publicada:
    “As cartas devem ser enviadas para spreclama.estado@grupoestado.com.br, pelo fax 3856-2940 ou para Av. Engenheiro Caetano Álvares, 55, 6.º andar, CEP 02598-900, com nome, endereço, RG e telefone, e podem ser resumidas. Cartas sem esses dados serão desconsideradas. Respostas não publicadas são enviadas diretamente aos leitores”

    Gabi

  2. Heloísa permalink
    16/03/2009 19:15

    Comentário de fato infeliz, mas que nos coloca de cara com a realidade e o pensamento limitado (?) de algumas pessoas que na maioria das vezes estão mais próximas do que imaginamos. Disto, podemos tirar de bom algumas coisas, além da iniciativa de relato do fato, mas também nos lembra que, se no ponto de ônibus mistura, é lá que está representada a maioria da sociedade; em números, é ínfima a quantidade de pessoas que acham por bem ” não se misturar”, já que são e somos pouquissimos “privilegiados” na população deste planeta. Cabe a nós tentarmos revolucionar as idéias, começando por nós mesmos, policiando alguns pensamentos receosos e até preconceituosos que possam aparecer na nossa cabecinha no dia a dia, e se com sorte reconhecermos onde estamos errando, já começamos a fazer a diferença…

  3. ogum777 permalink
    18/03/2009 22:46

    o sistema capitalista é intrinsicamente criminógeno e está ancorado no princípio da “diferença essencial” entre pessoas de classes diferentes. assim, como também gera uma instabilidade, aquele que mais do que pertencer a uma determinada classe, ainda é inseguro sobre esse pertencimento, precisa psicológicamente do reforço eterno e externo do pertencimento ao grupo. assim, é claro, que não pode misturar-se aos demais…. não pode, pois assim se tornaria igual… logo, claro, a valorização do espaço segregado que é um clube, um condomínio, ou mesmo um automóvel.

    agora, um pormenor: pq o mercado financeiro é tão pródigo em gente escrota?

Trackbacks

  1. Transporte, roupas e classe social « Blog de Ecologia Urbana
  2. 14 de maio e a bicicleta | as bicicletas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: