Skip to content

CICLO-ORIGAMI

05/03/2009
by

nos corredores da faculdade

nos corredores da faculdade

Eu já havia escrito aqui sobre bicicletas dobráveis. Citei a raridade dos modelos de aro 16″, os menores. Na verdade, temos no mercado nacional (salvo importabando) apenas um modelo disponível: a Curve D3 da Dahon (www.dahon.com.br).

Com a iminente chegada da leva 2009, alguns vendedores possuiam modelos mais antigos encalhados.  Aproveitei o preço velho, com o dólar ainda em cotações menos altas, para adquirir uma dessas caras bicicletas.

Caras sim. Na nova leva, chegam ao Brasil pelo preço de tabela em torno de 2.300 reais. Eu paguei bem menos e ainda consegui um bom desconto por ter pago à vista, mas mesmo assim não foi uma soma das mais leves para ser suportada.

Comprei no sábado, cerca de uma hora antes de embarcar para o interior de São Paulo, para onde sempre vou a trabalho. Ou seja, já logo após a compra testei a portabilidade da bicicletinha.

A bicicleta viajou dobrada dentro da bolsa da própria Dahon  e, assim que cheguei ao destino, desdobrei-a e saí pra dar uma volta pelo quarteirão à noite, sem deixar de antes permitir que uma moça e sua mãe dessem uma voltinha na bicicletinha. Adoraram, ambas de vestido conseguiram pedalar mantendo uma certa discrição.

Nos dias seguintes ela foi usada em pedaladas pela cidade, testada no esburacado asfalto. As rodas de aro 16″ garantem agilidade para fuir dos buracos, mas também quase são engolidas por eles. Por outro lado, a lógica da mecância ciclística manda que quanto menor a roda, mais resistente é a mesma. Comprovei, é verdade.

Os pneus de 2 polegadas, Schwalbe Big Apple rodam muito bem no asfalto, e já vem com bandas refletivas na lateral. Suportam até 70 libras de pressão.

Usei por lá a bikezinha por 3 dias, em deslocamentos em locais planos, algumas subidas não muito íngremes, e deliciosas descidas. Causei muito estranhamento, mas muito estranhamento mesmo. Muita gente ria, e as crianças se encantavam. Talvez por que para olhos não treinados, pareça uma bicicleta de criança com longo canote de selim e longa mesa de guidão. Mas não apenas é isso, o quadro é longo, pois afinal é uma bicicleta para adultos, apenas com a particularidade das rodas pequenas e de possibilitar-se sua dobradura.

A bicicleta é deliciosa de se andar. Os pneus permitem uma boa rolagem e o sistema de dobragem permite que regulemos a altura que queremos para o guidão: seja para uma posição mais inclinada à frente, para uma pedalada mais esportiva, seja para uma posição mais ereta, para uma melhor visão da cidade.

O câmbio é o ultra confiável Sram/Sachs Spectro Torpedo 3, de produção quase centenária e um clássico das bicicletas de transporte urbano na Europa.  3 marchas apenas, mas dentro do cubo traseiro: é um cubo interno, um cubo planetário.  A troca de marchas é suave, e pode-se (na verdade, deve-se) trocar as marchas sem ter que pedalar. Ou seja, dá para, num farol fechado, com a bicicleta parada, reduzir as marchas para a arrancada.

O fato de usar um cubo de marchas permite que a corrente trabalhe sempre alinhada, o que aumenta de sobremaneira a eficiência da pedalada. Num câmbio descarrilhador (o sistema hegemônico no Brasil), a perda de eficiência pode chegar a 30%. Ou seja, dependendo do tipo de troca de marcha desastrada que o ciclista efetuou, pode-se perder até 30% da força imprimida aos pedais.

Cubos de marcha são amplamente utilizados na Europa e mesmo na América do Norte e na Ásia. Não são sistemas muito leves, mas muito confiáveis. O cubo Spectro T-3 da minha bicicletinha pede alguma lubrificação após alguns anos de uso (sim, anos!) e alguma manutenção um pouco mais pesada após algumas décadas. Muitos daqueles produzidos no primeiro ano, 1904, ainda estão inteiro e em uso, embora as bicicletas que tenham equipado tenham se acabado.

Usei a bicicletinha lá no interior e embarquei para São Paulo. De novo a bicicleta veio dentro da bolsa, no ônibus, no Metrô, no táxi até a porta de casa (eu trazia mais bagagem que não havia como acondicionar no pequeno bagageiro, senão viria pedalando da estação de do Metrô até em casa), comprovando sua portabilidade. Pesa 11,4 kg, talvez seja a mais leve dobrável do mercado nacional. Está aqui, dobradinha, ao lado do computador, num cantinho, escondida. Ficando dobrada com dimensões em torno de 32X64X75 cm, não ocupa muito espaço.

Amanhã vou usá-la aqui por São Paulo, conjugada com o Metrô. Embalada, na bolsa, pode entrar no Metrô em qualquer horário (coisa que já experimentei hoje pela manhã, quando cheguei de viagem). Mas duvido que se repita a cena ocorrida lá em Catanduva, na tarde da segunda-feira última. Parei num farol vermelho, ao lado de um carro dirigido por uma senhora um tanto quanto obesa. Ela olha para o lado e afirma:

– Ridículo!

E eu apenas penso: “Jacu!” Afinal, nada mais jacu do que usar uma lataria de uma tonelada e meia pra carregar apenas  alguém que deve pesar meras seis arrobas….

Serviço:

http://www.dahon.com.br

(site do fabricante)

http://www.foldsoc.co.uk/Mike/curve.html#1._Introduction

(artigo no site da Folding Society – associação britânica de ciclistas que usam dobráveis – sobre a Curve Sl, o mesmo modelo com um cubo de 5 marchas – em inglês)

http://en.wikipedia.org/wiki/Folding_bicycle

(artigo na Wikipedia, em inglês, sobre bicicletas dobráveis)

http://www.foldingcyclist.com/

(bom site para entusiastas das dobráveis – em inglês)

Anúncios
7 Comentários leave one →
  1. 05/03/2009 8:40

    Valeu pelo relato Odir!
    Deu para ter uma noção de como ela funciona e, sinceramente, me empolguei ainda mais para adquirir uma…
    Porém, quanto mais eu lia, mais ficava esperançoso por uma foto! Mande umas fotos da magrela contorcionista pra nós!

  2. Humberto permalink
    12/03/2009 8:55

    tesão essa magrela

  3. Rodrigo Andolfato permalink
    25/09/2009 16:27

    por causa de gente como essa gorda que esse pas continua o atraso que ! A gente precisa de mais gente como voc pra abrir um pouco a cabea das pessoas to alienadas deste pas!

    Abraos

  4. 19/02/2010 23:39

    Graaande compra! Grande pequena bike!

    Lembrando que temos pronta entrega do modelo 2010 por 10 x R$ 169,90!

    Abraços!!!!

    Ricardo Fiorini

  5. 20/02/2010 6:00

    Essa bike realmente é show de bola! Comprei a minha no final do ano e já dei umas pedaladas pela cidade. Achei o desempenho muito bom, repito, muito bom, para uma bike com rodas de 16″. Antes andava somente com uma speed, mas olha, em retas o desempenho da Curve é show Nas subidas fortes tive que recorrer para a caminhada, mas vale a pena o esforço! Já andei com ela no ônibus e no metrô também. Se você não tiver a sacola da Dahon, pode ser aquele slipcover, que é uma capa de proteção.

  6. Dharma_K permalink
    25/02/2010 18:42

    sonho meu, parabeneses !!!!

  7. Synara Fagundes Almeida permalink
    21/11/2012 9:24

    Adorei seu post e achei muito engraçada a história da senhora de seis arrobas dentro do seu motorizado, hahaha! Eu adoro andar de bicicleta e estou louca para comprar uma Dahon Curve como a sua, pois em maio estarei trabalhando em BH e posso usar o metro até o trabalho, carregando a bicicleta dobradinha dentro da bolsa. Eu acho muito chique e civilizado deixar o carro na garagem e sair pedalando. Fico reparando todos os carros parados no trânsito infernal de Belém, enquanto poderiam estar todos pedalando, chegando rapidinho no trabalho, sem estresse e ainda mantendo a boa forma física. Vamos ver se daqui há alguns anos as pessoas se tocam como nos países europeus. Em Copenhagen, 55% da população vai de bicicleta aos compromissos diários, como trabalho, faculdade e até ao teatro, cinema etc. As pessoas deveriam trocar o símbolo de status por um de inteligência. Boa sorte com sua nova bicicleta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: