Skip to content

Aumento abusivo do metrô.

17/02/2009

Usuários do metrô foram surpreendidos com o aumento abusivo de 6,3% no bilhete unitário nesta segunda-feira (09/02/2009).

No dia 9 de fevereiro de 2009 as tarifas do metrô e CPTM de São Paulo sofreram um reajuste de 6,3% aumentando o bilhete unitário, que até então custavam R$ 2,40 e começaram a ser vendidos a partir desta segunda(09) por R$ 2,55. No aumento de 2008 o governo tentou amenizar apoiando-se no argumento de que o reajuste era inferior a inflação do período. O reajuste desse ano, como no anterior está acima da inflação medida pelo índice de preços ao consumidor. Segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC/FIPE), o aumento foi de 6,11, no acumulado de fevereiro de 2008 a janeiro de 2009, e não de 6,6%, como a secretaria informou nas páginas do metrô e da CPTM na internet.

 

A realidade é que de 1995 a 2000 o preço que o cidadão pagou para se locomover de metrô aumentou 128,01%.
De 2001 pra cá a tarifa do Metrô sofreu seis reajustes e o governo Serra anunciou que os ajustes serão anuais. Agora o governo quer novamente amenizar o impacto negativo, dizendo que o valor abusivo está sendo feito para cobrir e custear a operação e manutenção do sistema, estranho é que o banner exposto em todas as estações de São Paulo tem como destaque a palavra Expansão, que seria para confundir o usuário que já está se acostumando com o aumento anual por iludir-se com a melhoria do transporte.
O plano de extensão do governo do Estado de São Paulo, no valor de 20 bilhões, é o maior investimento já feito no setor, segundo o panfleto de divulgação do metrô, que está sendo entregue pelos próprios funcionários, nas filas da bilheteria e dependências do metrô, eles que dizem revezarem-se na bilheteria para entregá-lo, assim atrasando ainda mais o usuário na compra do bilhete. Desordenado é o ajuste, justamente porque o Metrô e governo estadual não adequaram a estrutura da empresa para atender este aumento de demanda. Ao contrário, demitiram metroviários e ignoraram a necessidade de fazer manutenção preventiva nas peças e equipamentos do sistema. O governo do Estado e a Cia.da empresa metrô têm até agora lucrado, enquanto a população sofre com as constantes falhas, esperas e desgaste do sistema, ocasionado pelo sucateamento deste meio de transporte, que é um meio de locomoção usado por mais de 2 milhões de pessoas por dia.
O usuário que desde a implantação do Bilhete único vem sofrendo com alterações de valor e corte de benefícios, fica ainda mais sem opções de escolhas, sendo dependente da compra do cartão fidelidadee afins para ganhar descontos do monopólio do governo. Deveríamos contar com alguma frente organizada para algum ato, como vem acontecendo em Recife, Santa Catarina, Espírito Santo, Brasília. O Estado de São Paulo têm a maior capital do Brasil, com o maior fluxo de pessoas na suas distantes localidades, que contam com o transporte público, que de público não tem nada. Vamos nos organizar e reivindicar o direito de cidadãos pagantes de seus abusivos impostos.

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2009/02/440752.shtml

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Horácio Lopes permalink
    17/02/2009 15:24

    A inflação foi de 6,11% e o bilhete subiu 6,30%. Isso é abusivo?

    Também acho que a passagem não devia nem ter aumentado, mas chamar 0,19 pontos percentuais de “abuso” já é chorar demais.

    E não venha dizer que o “aumento abusivo” a que você se refere são os 128% de 1995 a 2000. A sentença que eu critico está bem na abertura de seu post (“Usuários do metrô foram surpreendidos com o aumento abusivo de 6,3% no bilhete unitário nesta segunda-feira”).

  2. ecourbana permalink*
    17/02/2009 23:56

    Olá Horácio,

    que bom que você se conforma em pagar 2,55 reais por uma passagem de metrô! Se te encontrar um dia na catraca compra um bilhete pra mim?
    Muito obrigado!

    Um abraço,

    JP Amaral

  3. zecopol permalink*
    18/02/2009 0:39

    Horácio, enxergar “apenas” os 0,19 pontos % do aumento é realmente não ir muito além, é economês fraco.
    Concordo com vc que o título anterior estava com problemas, deveria ser “aumento da já abusiva tarifa”, pra ser coerente.
    Só para se comparar, o preço do transporte público em Nova Yorque em dólares é menor que o nosso e qualquer eocnomista sabe que a comparação entre países deve ser feita via paridade poder de compra, ou seja, os 2 dólares que vc paga pelo metrô em NY equivalem a muito menos que os R$ 2,55 que pagamos aqui, dada a renda média do nova iorquino.

    Do site do MTA de NY, http://www.mta.info/metrocard/mcgtreng.htm#payper

    Buy as many rides as you want from $4 to $80.

    Put $7 or more on your card and receive a 15 percent bonus. For example, a $20 purchase gives you $23 on your card. 11 trips for the price of 10, with $1 balance. Refill your card to use the balance.
    You get an automatic free transfer between subway and bus, or between buses.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: