Skip to content

Novos diretores da CET sao Policiais Militares da Reserva! E daÍ!?

18/12/2008

Independente das implicações técnicas e na organização da Companhia de Engenharia de Tráfego, a expectativa de especialistas – do Poder Público – é de que haja um endurecimento da fiscalização, tudo em prol da fluidez do trânsito.

 

Mas alguns condutores de VEÍCULOS esperam mais do que isso: são os ciclistas! Esperam que a fiscalização seja JUSTA, e não por benevolência dos comandantes militares, mas, sim por RESPEITO a toda a legislação que vem sendo DESRESPEITADA, desde sua criação!

 

Que Fiscalizem os motoristas que param sobre faixas de pedestres, que dirigem de forma temerária a pedestres e ciclistas, que não guardam a DISTANCIA EXIGIDA PELA LEI ao ultrapassar ciclistas, que ESTACIONAM SOBRE CALÇADAS, que nao respeitam CICLOFAIXAS e que, imbuídos da revolta por estarem comumente PARADOS em suas maquinas dotadas da potencia de centenas de cavalos (impotentes por ocasião), não respeitam A PREFERENCIA DOS NÃO MOTORIZADOS!

Por fim, que os novos diretores priorizem, por meio de campanhas e ações, a circulação de meios de transporte coletivos ou individuais democráticos e limpos!

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 18/12/2008 11:08

    Fico feliz pelo Alexandre Moraes, que agora só acumula dois trabalhos (e salários) na administração municipal… E se isso indicar alguma coisa, pelo menos a PM tem um pouco mais de familiaridade com bicicletas (no policiamento com magrelas) do que os automobilistas (salvo nobres excessões) da CET.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: