Skip to content

Biocombustíveis fomentam neocolonialismo

07/09/2008

Ecoblogue, 7 de setembro de 2008, Via Ondas3

África está a tornar-se um campo de batalha para os biocombustíveis, diz a revista alemã Spiegel. Várias empresas do Reino Unido, da Holanda, dos EUA, Suécia, Japão e Canadá têm investido em vários países no plantio de jatropa e outras culturas para produzir combustíveis.

Conseguem tudo através de muita promessa de empregos, escolas, farmácias, etc. Há governos que cedem gratuitamente enormes extensões de terras por 99 anos. Até agora muito poucos viram sequer um pouquinho das promessas feitas, com a agravante de terem visto as zonas cedidas totalmente vedadas e as comunidades deslocalizadas para terras pobres. Independentemente do neocolonialismo que este negócio poderá ressuscitar e fomentar, dizem os técnicos do Banco Mundial que a produção massiva de biocombustíveis vai provocar uma explosão no aumento dos preços dos alimentos.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: