Skip to content

Poluição mata mais do que trânsito e homicídios em São Paulo

20/06/2008

Por Mari Almeida, do blog Outra política

A poluição mata muita gente em São Paulo, mais de duas mil pessoas por ano, e está crescendo rapidamente desde 2005. São em média oito mortes por dia, contra quatro em acidentes de trânsito e 6,5 por homicídio. O motivo é o aumento explosivo da frota de veículos em circulação na cidade, mais de seis milhões (e 8,5 milhões na região metropolitana). No mês de março de 2008, foram emplacados no Detran da capital 48.571 veículos, uma média de 1.566 por dia. Serão mais de meio milhão a mais no final do ano!

São Paulo tinha conhecido uma melhoria da qualidade do ar entre 1996 e 2005, em função da transferência das indústrias poluentes para o interior, da maior fiscalização e da adoção de padrões de emissão mais rígidos para os veículos. Mas o aumento da frota é tão grande que está suprimindo os benefícios anteriores.

Uma pesquisa do Instituto do Coração do Hospital das Clinicas concluiu que mesmo quando a qualidade do ar medida pela Cetesb é “boa”, os índices de poluentes são suficientes para produzir um colapso do coração ou facilitar o desenvolvimento de cerca de 200 doenças cardiovasculares e respiratórias. Elas afetam principalmente os mais vulneráveis, como crianças e idosos.

Mesmo a poluição industrial no estado está ligada ao sistema do automóvel. Dos cinco maiores poluidores de São Paulo, uma é siderúrgica, outra é petroquímica e três são refinarias de petróleo. O enorme crescimento do número de áreas contaminadas na cidade também está ligado a isso: dos 2272 lugares no estado que são declarados contaminados pela Cetesb em 2007 (743 deles na capital), 77% são postos de gasolina.

Um problema particularmente grave é o aumento da poluição por ozônio, tóxico quando próximo do solo. Em dias ensolarados, lugares como o Parque do Ibirapuera e o campus da Cidade Universitária da USP tornam-se particularmente nocivos à saúde.

Até mesmo uma instituição tradicionalmente conservadora, como a Congregação da Faculdade de Medicina da USP aprovou uma manifestação externando sua preocupação com a qualidade do ar nas cidades brasileiras, com destaque para São Paulo. Ela afirma: “O crescimento explosivo da frota automotiva, a manutenção de um óleo diesel de baixa qualidade, a ausência de um planejamento consistente e de longo prazo para a implementação de transporte coletivo eficiente e com baixa emissão de poluentes são situações que afrontam a cidadania, agridem a saúde humana e se opõem aos princípios de nossa Faculdade”.

A Cetesb está cogitando a volta do rodízio estadual, vigente de maio a setembro de 1997 e 1998, quando ele foi estendido da capital para mais dez cidades da Grande São Paulo. O problema do trânsito é apenas um dos aspectos destrutivos da “sociedade do automóvel”.

Arquivado em: Outra política | Tagged: acidentes de trânsito, Cetesb, Detran, doenças, Faculdade de Medicina da USP, homicídios, Instituto do Coração, poluição, rodízio, rodízio estadual, saúde, terrenos contaminados

Anúncios
6 Comentários leave one →
  1. ogum777 permalink
    23/06/2008 9:42

    quem mata crianças e velhinhos normalmente é chamado de monstro. proponho um novo termo: monstrorista.

  2. Micaela permalink
    20/08/2009 8:59

    Será que a Terra “sobrevive”?
    Os recursos naturais do nosso planeta são limitados. Não duram para sempre…
    Por isso, devemos usá-los conscientemente e, sempre que possível, reciclá-los.
    Caso contrário, os jovens de hoje sofrerão as consequências futuras de um planeta em perigo.

  3. Priscila Montenegro permalink
    01/02/2010 15:47

    correçao do comentário:

    Em meio a tantos avanços tecnológicos e recursos alternativos menos poluentes, como energia elétrica e até mesmo solar, o homem persiste na ambição desenfreiada.

  4. Érykca permalink
    31/05/2010 17:13

    Gostei muito da noticia.me ajudou em um trab. de Geografia na escola.

  5. 21/09/2010 17:17

    Eu ajudo o meio abiente e vc ajuda ?

Trackbacks

  1. Alquimia da revolução « Christian Rocha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: